Criolipólise: tirando todas as dúvidas

Saiba o que é a criolipólise, como ela é realizada, quais indicações e contraindicações

O princípio da criolipólise é o congelamento da gordura em certas partes do corpo. Através desse método, é possível reduzir gorduras localizadas e que são difíceis eliminar por processos convencionais.

Como é feita a criolipólise?

Ela é feita a partir de um aparelho que utiliza baixas temperaturas para acabar com gordura localizada. Esse processo a congela por meio de temperaturas negativas para ser destruída em seguida.

Após as sessões, a gordura é absorvida de forma natural pelo corpo e metabolizada pelo fígado.

O resfriamento é um processo controlado que destrói seletivamente as células de gordura (os chamados adipócitos). Tais células são mais sensíveis ao frio. Assim, o processo não causa danos a nervos, músculos ou estruturas próximas.

Como ocorre a perda da gordura pelo organismo?

Após a criolipólise, os adipócitos se rompem totalmente. A partir disso, o organismo percebe essas estruturas não fazem mais parte do organismo, sendo em seguida descartadas.

Essa gordura é conduzida pelo sistema linfático até o fígado para sua metabolização. Esse processo não sobrecarrega o fígado, visto
que o sistema linfático leva apenas uma pequena quantidade diária de gordura para ser metabolizada.

Criolipólise: tirando todas as dúvidas - Resumo

Quais as indicações da criolipólise?

É importante ressaltar que a criolipólise não é um tratamento indicado para pessoas com sobrepeso ou obesidade.

Ela é indicada para quem já está com o peso controlado mas que não consegue eliminar certas gorduras localizadas, como os famosos pneuzinhos.

Qual profissional pode realizar a criolipólise?

Sempre um médico deve estar à frente do procedimento de criolipólise. Ele pode ser o responsável pela sessão ou acompanhar outro profissional de saúde durante a aplicação.

Isso inclusive é uma exigência das marcas que comercializam o aparelho.

Quais cuidados anteriores à criolipólise?

Como não é um procedimento intrusivo e que exija cirurgia, não existem restrições com relação à alimentação antes da aplicação. Mesmo exames laboratoriais normalmente não são exigidos.

A criolipólise dói?

A aplicação pode causar algum pequeno desconforto durante a sucção proporcionada pelo aparelho. Contudo não é nada muito intenso.

A região onde é aplicada fica anestesiada após o congelamento da grodura. Eventualmente podem aparecer hematomas, mas eles desaparecem rapidamente.

Quanto tempo dura uma sessão de criolipólise?

A aplicação geramente é feita em uma área de 20 cm por 20 cm durante uma hora. O ponto positivo é que a a criolipólise pode ser feita em regiões diferentes no mesmo dia sem riscos ao paciente.

Quais locais além da barriga pode ser feito o procedimento

Além da barriga em outras regiões podem ser feitas a criolipólise:

  • Abdômen
  • Flancos
  • Culotes
  • Braço
  • Coxa
  • Glúteos e outras regiões do corpo também podem passar pelo procedimento.

Contudo as regiões mais pedidas são o abdômen, os culotes e os flancos.

Quanto tempo para aparecer os primeiros resultados?

Os resultados dependem de cada pessoa e da região aplicada. Porém, em uma ou duas sessões já podem apresentar resultados.

Em outros casos, a mudança é perceptível em no máximo de dois a três meses.

Alguns estudos em Harvard apontam redução de 20% a 25% da gordura localizada na região tratada em uma única sessão.

A criolipólise diminui a celulite e flacidez?

Embora não exista comprovação científica de que a criolipólise diminua a celulite e a flacidez, mas é possível perceber melhora do aspecto da celulite.

Isso ocorre devido em função da diminuição da gordura localizada, que é o foco do tratamento

Quais as contraindicações para fazer a criolipólise?

Ela não é indicada a pessoas que possuem sensibilidade ao frio, urticária, hérnias no local da aplicação, infecções na pele, para gestantes e para quem passou por cirurgia recentemente.

É muito importante que o procedimento seja feita por profissionais capacitados. Se a criolipólise for realizada por pessoas que não estão aptas ou com aparelhos não certificados, complicações como queimaduras e outras, ainda mais sérias, podem ocorrer.

Referências

Minha Vida
Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *