O que é kefir e quais seus benefícios

Saiba tudo sobre kefir: sua origem, como ele é produzido e suas principais características

A origem do kefir

o kefir não foi descoberto há pouco tempo. Ele existe há milhares de anos. Durante suas viagens, os povos nômades nas montanhas do Cáucaso descobriram pedaços de crostas nos recipientes que eles transportavam leite.

Perceberam também que a bebida originada dessas crostas tinham sabor e consistência muito agradáveis. Seu nome tem origem do eslavo keif e significa bem-estar ou bem viver.

A bebida fez muito sucesso e não demorou para seu consumo se espalhar. Devido às suas características de alimento funcional, a cultura caseira do kefir se tornou popular, principalmente na Europa Central. Inclusive em alguns países como Alemanha, Rússia e Suécia o produto também é vendido comercialmente.

Além do de leite (caprino, bovino ou de ovelha), também existe o de água, o qual açúcares são adicionados para ocorrer a fermentação.

O que é kefir e quais seus benefícios - Produção

Mas o que é o kefir?

É uma bebida fermentada com aspecto semelhante ao iogurte, porém mais saudável devido à sua concentração de leveduras e bactérias.

Ela é produzida pela ação de micro-organismos presentes naturalmente nos grãos de kefir, que são constituídos por uma associação de bactérias e leveduras benéficas.

Tais grãos são compostos de partículas brancas gelatinosas, compostas por uma mistura de bactérias(lactobacilos e bifidobactérias) e leveduras aglutinadas em matriz de proteínas e açúcares complexos (polissacarídeos).

A importância dos grãos

Os grãos tem aspecto semelhante a floretes de couve-flor e possuem tamanhos variados. O trabalho deles é fermentar o leite incorporando seus microrganismos no produto cultivado.

Um detalhe é que o kefir pode ser produzido com qualquer tipo de leite animal (vaca, cabra ou ovelha) ou com leites vegetais (coco, arroz ou amêndoa). Inclusive também pode ser preparado com água de coco e outros sucos de frutas.

Benefícios do Kefir

Um dos principais benefícios é no auxílio à restauração da microbiota intestinal. Isso pode beneficiar na detoxificação do organismo e auxiliar na perda de peso. Os produtos considerados probióticos também ajudam na imunidade, estimulando a produção de uma substância chamada gama-interferon, cujos níveis aumentados no sangue ajudam o organismo a lutar contra infecções.

Além disso, o kefir possui:

  • Sais minerais (cálcio, ferro, fósforo, magnésio, potássio, sódio, cobre, molibdênio, manganês e zinco),
  • Vitaminas (A, complexo B, C, D, E, K2)
  • Aminoácidos essenciais (metionina, cisteína, triptofano, fenilalanina, tirosina, leucina, isoleucina, treonina, lisina e valina

O kefir é probiótico?

Os grãos são formados por uma mistura específica e complexa de bactérias e leveduras que vivem em uma associação simbiótica. Ao colocá-los em contato do leite, a bebida passa a ter características desses dois grupos de micro-organismos. Contudo, só podemos chamá-la de probiótica se o kefir tiver pelo menos uma bactéria classificada oficialmente como probiótica.

kefir

Como conseguir o kefir

Para obtê-lo é necessário que alguem que possua uma colônia doe uma porção. Em contato com o leite ou água, o kefir vai se multiplicar, possibilitando a pessoa ser uma futura doadora.

Diferença entre o de leite e o Kefir de água

Como o kefir precisa de carboidratos para “viver”, o de leite acaba tendo uma quantidade maior de microorganismos. Isso se deve ao fato que
o açúcar do leite é mais complexo que o açúcar puro que se coloca na água do kefir. Para se ter uma ideia da diferença, enquanto o kefir de água possui cerca de 14 cepas diferentes, o de leite pode chegar a 76.

Quem em intolerância à lactose pode consumir kefir?

Sim. A lactose presente no leite de cultivo é praticamente toda quebrada pelas bactérias. Assim, quanto mais tempo ficar descansando, mais quebrada a lactose vai ser. Durante esse processo as bactérias e leveduras do kefir produzem lactase, uma enzima que consome a maior parte da lactose presente no leite, dando o sabor característico de azedo.

O Kefir ajuda a emagrecer?

Indiretamente sim. Ele melhora a microbiota intestinal, propiciando ao organismo um ambiente favorável ao emagrecimento.

Quantidade indicada para consumo

Ele pode ser tomado um copo de 200ml diariamente. Pode ser consumido ao natural, misturado com frutas, no suco ou no shake.
Se a pessoa tomar muito, pode ocorrer mal estar, devido à alta concentração de bactérias ingeridas de uma só vez.

Quais as contraindicações

Pessoas com câncer no trato gastrointestinal devem procurar um profissional de saúde antes de consumir o kefir. Também é indicado que não se consuma 2 horas antes nem 2 horas após administração de medicamentos que contenham bifosfanato, fluoretos ou tetraciclinas, apenas para evitar que interfira na absorção do medicamento.

Pessoas que fazem uso de anticoagulantes também não devem tomar em excesso devido a vitamina K presente, sendo uma taça diária o suficiente.

É sempre importante ressaltar que, na dúvida, procurar um profissional de saúde para tirar todos os questionamentos.

Como produzir o kefir?

Como dito anteriormente, pode-se produzí-lo a partir de leite ou água. A produção é bem simples:

  • Para uma colher de sopa de kefir, colocar 300 ml de água ou leite (com preferência ao leite orgânico ou vegetal).
  • Caso o kefir seja feito a partir da água acrescentar ¼ de xícara de açúcar mascavo.
  • Deve-se manter o composto em ambiente fresco e temperatura em torno dos 20ºC.
  • Cobrir o recipiente com papel filme ou papel toalha com furos para passagem de ar.
  • Deixar descansar por no mínimo 6 horas e máximo 72h(3 dias).
  • Quando o líquido estiver com uma consistência mais densa, pode-se coar.
  • O líquido coado pode ir à geladeira por mais algumas horas para depois ser consumido.

Referências

Minha Vida
Saúde Abril

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *